Partilhar

Quais são são os perigos do sexo anal sem lubrificante

Por Alana Martins. Atualizado: 19 setembro 2017
Quais são são os perigos do sexo anal sem lubrificante
Imagem: vibrador.com.br

Deseja saber quais são os perigos do sexo anal sem lubrificante? Nós em UmComo.com.br podemos te ajudar! Embora algumas mulheres acreditem que o lubrificante seja algo totalmente desnecessário para realização do sexo anal e não sintam qualquer desconforto em não utilizá-lo, saiba que o fato de não utilizar lubrificantes pode acabar acarretando em alguns riscos à sua saúde e bem estar. Para que você não faça relações sexuais pelo ânus de forma inconsequente devido à falta de conhecimento das consequências que o ato pode te causar, hoje vamos explicar sobre a importância da utilização de lubrificantes durante este tipo de sexo.

Também lhe pode interessar: Qual o melhor lubrificante para o sexo anal
Passos a seguir:
1

As membranas de seu ânus podem de se romper e vir a se rasgar, isso acontece com frequência com as mulheres adeptas do sexo anal, mas não fique assustada com isso! Vamos entender um pouco mais sobre o que isso representa na saúde feminina.

2

O que ocorre, é que quando a mulher faz sexo pelo ânus, acaba ocorrendo diversas lesões pequeninas na região anal. Estas lesões ocorrem porque o ânus é um orifício que não possui estrutura adequada para permitir a entrada de um pênis. O sexo anal acaba forçando demais esta região e causando lesões anais.

3

As lesões na região anal ocorrem porque quando há a penetração nesta região, a mulher acaba forçando demais os músculos, estas lesões podem ocorrer em maior ou menor nível, tudo vai depender da forma como a relação sexual pelo ânus está sendo realizada.

4

Na maioria das vezes, as pequenas lesões da região anal não são totalmente afetadas pelas bactérias que ficam presentes nesta região, porém, quando o homem força muito a entrada durante a penetração, as membranas do ânus podem acabar se rasgando, nestes casos, as lesões são maiores e mais agressivas, embora não sejam perceptíveis a olho nu.

Quais são são os perigos do sexo anal sem lubrificante - Passo 4
5

O rompimento das membranas anais podem trazer mais complicações? A resposta infelizmente é que sim! Quando estas membranas se rasgam, elas acabam funcionando como uma porta de entrada para diversas bactérias. Estas bactérias poderão adentrar em sua circulação sanguínea por meio destas lesões.

6

O ânus é uma região repleta de diversos tipos de bactérias, estas bactérias estão presentes em nossas fezes. Por este motivo, nunca faça sexo anal sem lubrificante!

7

Para que a relação sexual com seu parceiro seja confortável e ocorra da melhor maneira possível, é preciso que você tome alguns cuidados para sua saúde e bem estar.

Dica: Confira também como usar gel anestésico para sexo anal nesse artigo do umCOMO.

8

Compre um lubrificante de qualidade e aplique uma boa quantidade do mesmo no ânus antes de iniciar a relação sexual por este orifício.

Veja também: 10 dicas valiosas para sexo anal gostoso e sem dor

9

Também é importante que você jamais coloque objetos sujos e que não foram limpos corretamente em seu ânus, faça tudo com cuidado e caso haja dor ou qualquer desconforto, peça para que seu parceiro pare com a relação sexual! A sua saúde deve estar em primeiro lugar na relação se vocês, converse com o seu parceiro e opte pelos métodos mais seguros de prazer.

Sugestão: 6 lubrificantes para o sexo anal

Quais são são os perigos do sexo anal sem lubrificante - Passo 9
Imagem: meusfetiches.com

Se pretende ler mais artigos parecidos a Quais são são os perigos do sexo anal sem lubrificante, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Conselhos
  • Gostou das nossas dicas? Comente, a sua opinião é muito importante para nós!

Escrever comentário sobre Quais são são os perigos do sexo anal sem lubrificante

O que lhe pareceu o artigo?

Quais são são os perigos do sexo anal sem lubrificante
Imagem: vibrador.com.br
Imagem: meusfetiches.com
1 de 3
Quais são são os perigos do sexo anal sem lubrificante

Voltar ao topo da página