Partilhar

Medidas de segurança ao praticar Bondage

Por Sara Viega. Atualizado: 20 janeiro 2017
Medidas de segurança ao praticar Bondage
Imagem: Google Images

O Bondage é uma das práticas sexuais mais comuns. Associada ao BDSM, é muito prazerosa para quem gosta de brincar com a dominação e a submissão. Mas já que se trata de imobilizar nosso parceiro com amarras eróticas, é importantíssimo seguir alguns conselhos para evitar incidentes incômodos que possam pôr em risco nossa saúde. Em umComo.com.br mostramos-lhe algumas medidas de segurança para praticar Bondage sem riscos.

Também lhe pode interessar: As melhores posições sexuais para Bondage
Passos a seguir:
1

Ainda que o Bondage possa ir desde o inocente uso de algemas até amarras eróticas bem mais elaboradas e complexas, não importa qual seja o caso a segurança é sempre importante, pois estamos deixando a outra pessoa imobilizada, o que pode ser complicado em um caso de emergência.

2

A primeira recomendação é que quando as amarras sejam feitas com algemas, tenhamos sempre perto e à mão as chaves para utilizar com rapidez no caso de uma emergência. Nunca as afaste, esconda ou jogue no chão já que você não sabe se precisará usá-las com rapidez.

3

A prática sexual do Bondage está diretamente relacionada com a dominação, o que faz com que às vezes esqueçamos a segurança. Por mais prazer que gere em você dominar seu parceiro, jamais deixe uma pessoa amarrada sozinha em um quarto, pois diante de uma emergência estará impossibilitada de reagir. Este ponto é fundamental se quiser praticar o Bondage com segurança.

4

Você deve prestar muita atenção ao tipo de amarras que realiza e à força com que o faz. Se as cordas estiverem muito apertadas em zonas como o peito, isto poderia impedir a correta respiração do submisso, o que poderia ocasionar um acidente. Igualmente nunca passe nenhuma corda ou atadura ao redor do pescoço, pois em um descuido poderia ocorrer asfixia.

5

Determinadas posições sexuais no Bondage limitam de forma importante a mobilidade do submisso. Se o submisso estiver muito incômodo em uma posição, lembre-se de mantê-la só por pouco tempo, fazer de forma prolongada poderia afetar a circulação e ocasionar problemas maiores.

6

O Bondage também inclui a possibilidade de suspender o submisso enquanto está amarrado, mas é importante entender que para isso deve-se ter grande manejo da técnica, as ferramentas e sobretudo saber amarrar muito bem a pessoa. Caso contrário, poderia cair no chão e receber uma pancada significativa.

Deve-se ficar atento na hora de fazer os nós, garantindo que os mesmos não se desfaçam.

7

Em toda a prática de BDSM convém sempre fixar com antecipação algum sinal que indique à outra pessoa que algo não está bem e que é hora de parar. Este é um método eficaz para manter a segurança.

8

Sempre que utilizar amarras eróticas mantenha à mão uma tesoura adequada para, em caso de uma emergência, cortar as cordas de maneira rápida.

Lembre-se de que, ainda que seja uma prática para desfrutar do prazer do sexo, é importante manter a segurança a todo momento e assim evitar correr riscos desnecessários.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Medidas de segurança ao praticar Bondage, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Escrever comentário sobre Medidas de segurança ao praticar Bondage

O que lhe pareceu o artigo?

Medidas de segurança ao praticar Bondage
Imagem: Google Images
Medidas de segurança ao praticar Bondage

Voltar ao topo da página