Partilhar

Por que não sinto prazer na masturbação? - Descubra aqui a resposta!

 
Por Sara Viega. 10 março 2017
Por que não sinto prazer na masturbação? - Descubra aqui a resposta!

Nem sempre que nos masturbamos conseguimos obter o prazer que procurávamos. Embora possa ser algo que lhe pode trazer dores de cabeça, não se deve preocupar, pois na maioria das vezes não se trata de um problema físico. Por isso relaxe, porque se está se perguntando por que não sente prazer na masturbação, está no sítio certo. Além disso, neste artigo do umCOMO vamos tentar relaxá-lo para conseguir chegar mais facilmente ao orgasmo.

Também lhe pode interessar: Porque não sinto prazer com meu marido

Causas mentais que lhe impedem sentir prazer na masturbação

A ansiedade e o estresse do dia a dia levam-nos a querer ir depressa em tudo o que fazemos. O fato de ter muitas obrigações é a causa de sentir estresse ou porque a sua cabeça recebe mais ordens das que o seu corpo pode chegar a cumprir, podendo levá-lo a quadro de nervosismo. Sem se dar conta, está pedindo ao seu corpo que vá mais rápido do que realmente é capaz e isso causa ansiedade, que não é mais que um sentimento de frustração por querer e não poder cumprir os seus objetivos. É como um loop: quer - não pode - fica frustrado - tenta de novo - não pode - fica frustrado, etc.

O seu corpo tem um ritmo e a sua cabeça pode chegar a ir mais rápido que ele, mas para poder executar as suas ideias tem que conseguir que estejam no mesmo ritmo. Como é que isto está relacionado com a masturbação? Então, ao se sentir estressado e ansioso, você precisa de desabafar e sente a necessidade de se masturbar. O problema é que é impossível conseguir se masturbar se não se relaxar. Precisa que o seu corpo e a sua mente estejam no mesmo ritmo para estimular todas as suas zonas erógenas e chegar assim ao orgasmo.

Por que não sinto prazer na masturbação? - Descubra aqui a resposta! - Causas mentais que lhe impedem sentir prazer na masturbação

Como conseguir um orgasmo na masturbação

Para chegar ao orgasmo precisa que os seus músculos relaxem e, para isso precisa de tempo. Masturbe-se em um momento no qual possa dedicar a explorar-se tranquilamente, ao invés de estar pensando que tem 5 minutos para chegar ao orgasmo e voltar ao trabalho. Se quer que o seu corpo reaja às suas carícias, precisa se desconectar.

Há muitas formas de estimular o desejo como pessoas no mundo. Algumas pessoas apenas ao se tocarem e se centrarem na sensação física conseguem aumentar o prazer até chegar ao orgasmo, outras precisam de imaginar cenas de sexo ou pessoas que gostem para se excitarem. O nosso conselho é experimentar tudo o que estiver ao seu alcance para conseguir se excitar.

Recomendamos que comece ficando cômodo e acariciando os seus genitais de forma suave, detetando os pontos que lhe causam maior prazer. Aumente a velocidade à medida que precisar, e mantenha a sua mente relaxada, deixando que as imagens venham e vão, sem tentar retê-las, na masturbação o seu corpo é que manda.

Ao se tocar, irá sentir um suave formigamento. Deixe que a sensação o guie para ir aumentando essa pequena sensação de prazer em algo mais intenso. Toque nas zonas ao redor dos pontos que sejam agradáveis e ative com as suas carícias todas as zonas erógenas do seu corpo, como o peito, pescoço e, cada um dos poros da sua pele.

Um conselho: a estimulação genital ocorre pela aplicação de calor, por isso você se excita ao começar a esfregar. Encontrará à venda vários produtos que podem ajudá-lo a aumentar essa fricção, como vibradores e geies de calor. Por este motivo, fazer um bom banho de água quente antes de ir para a cama pode ser a desculpa perfeita para levar à prática este momento de auto-exploração do seu corpo.

Mas se estiver dando os seus primeiros passos (ou voltando a se conhecer) no mundo da masturbação, talvez seja melhor começar primeiro por dominar a técnica com as suas próprias mãos e dedos, antes de ir para os sex toys, para que o seu prazer não dependa de nada que não possa levar consigo.

Principais zonas erógenas femininas

Diferentes estudos demonstram que, contra todas as probabilidades, a principal zona erógena feminina é o cérebro. Apesar de se ter pensado sempre que o clitóris era a zona mágica para excitar uma mulher, a verdade é que quando elas têm um pensamento excitante na cabeça, todo o seu corpo recebe uma pequena descarga de prazer.

Isto é algo a ter em conta na hora de se masturbar, pois como dissemos no início, ter a cabeça ocupada com todos os problemas vai fazer com que não possa sentir prazer ao se tocar e que seja praticamente impossível chegar ao orgasmo.

Em segundo lugar, temos o clitóris como o ponto de maior prazer feminino. O seu nome vem do grego "kleitoris", que significa chave. Isto já pode nos dar algumas pistas: se quer saber como ter um orgasmo intenso, precisa de conhecer e explorar o funcionamento do seu clitóris (são todos diferentes) e a zona ao redor da sua vagina. Para isso, a única coisa que precisa é de tempo e muita prática.

Também lhe interessará saber que, uma vez que esteja excitada, qualquer parte do seu corpo se converte em uma zona erógena, a sensibilidade feminina é assim. Descubra o que mais gosta de fazer e tome nota: é uma informação que fará com que as suas relações sexuais também melhorem.

Neste outro artigo do umCOMO poderá descobrir todas as zonas erógenas femininas.

Principais zonas erógenas masculinas

Os homens também têm problemas para sentir prazer ao se masturbarem. Embora possam fazê-lo da mesma forma, há muitos casos de homens que confessam não sentir a mesma sensibilidade que antes. E o motivos podem se dever ao que já referimos antes. Por isso, é bom dar uma olhada pelas principais zonas erógenas masculinas para ter claros os pontos por onde começar o seu reencontro com o prazer:

  • Cabeça: cabelo, couro cabeludo e orelhas. São três partes com várias terminações nervosas. Massageie-as enquanto se masturba e vai ver como conseguirá aumentar o prazer.
  • Mamilos: estimule-os apertando com um pouco de força em cada mamilo. Essa pequena dor unida à masturbação genital cria uma mistura de efeitos de muito prazer para muitos homens.
  • Ânus: é um tema tabu entre homens heterossexuais. A entrada anal é um dos maiores pontos de prazer masculinos, alguns dizem que é o seu "ponto G" e que não é necessária uma penetração completa para sentir os seus efeitos. Estimule-o acariciando a zona ao redor e introduzindo a ponto de um dos seus dedos a 3-5 cm de profundidade. Se conseguir relaxar conseguirá uma das melhores sensações que já viveu.
  • Genitais: além do pênis, os genitais são uma zona que produz um grande prazer ao ser acariciada. É uma zona muito sensível e deverá esfregá-la com cuidado no início, para ver como reage, e pouco a pouco intensificar a massagem enquanto se masturba, para aumentar a intensidade do prazer.

Em suma, trata-se de sair da ideia de que a masturbação consegue excitar um só ponto do seu corpo, uma vez que é um organismo inteiro que vai desfrutar do orgasmo, devemos pensar em excitá-lo também.

Por que não sinto prazer na masturbação? - Descubra aqui a resposta! - Principais zonas erógenas masculinas

Se pretende ler mais artigos parecidos a Por que não sinto prazer na masturbação? - Descubra aqui a resposta!, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Escrever comentário sobre Por que não sinto prazer na masturbação? - Descubra aqui a resposta!

O que lhe pareceu o artigo?

Por que não sinto prazer na masturbação? - Descubra aqui a resposta!
1 de 3
Por que não sinto prazer na masturbação? - Descubra aqui a resposta!

Voltar ao topo da página