Partilhar

O que é um relacionamento abusivo?

 
Por Julia Latorre, Editora. 3 abril 2017
O que é um relacionamento abusivo?

O termo "relacionamento abusivo" é cada vez mais comum para classificar determinados tipos de relações. A primeira impressão é que esteja relacionado sempre à violência física. Entretanto, a verdade é que existem pequenos detalhes que caracterizam um relacionamento abusivo, não necessariamente envolvem agressões físicas, e podem levar a vítima a consequências difíceis de serem encaradas, como depressão e autoestima baixa, por exemplo. Para te explicar todo os pormenores, o umCOMO explica o que é um relacionamento abusivo e te ajuda a saber se você está em um.

Também lhe pode interessar: Como saber se um relacionamento é sério

Quais são as características de um relacionamento abusivo

De forma geral, relacionamentos abusivos estão relacionados a um excesso de poder de uma das partes sobre o outro, como uma tentativa de controlar os sentimentos e atos do parceiro e o seu senso em relação ao mundo. Naturalmente, essas causas acabam se relacionando ao ciúme.

O relacionamento abusivo pode estar presente em diversas esferas e nem sempre está relacionado a agressões físicas. Isso explica aquela sensação de muito sofrimento dentro de um relacionamento mesmo que na prática não tenha nada de "errado" acontecendo. Um parceiro abusivo pode agir de maneira psicológica, emocional e física.

Maioria das vítimas são mulheres

Ainda que na maioria do casos esteja relacionado a relacionamentos heterossexuais cuja vítima é a mulher, essa não é uma regra. No entanto, as mulheres acabam sofrendo mais com isso pelo histórico da sociedade patriarcal.

Às vezes fica difícil classificar um relacionamento como abusivo porque uma quantidade considerável de comportamentos dentro dessa esfera estão culturalmente normalizados pela sociedade. Entretanto, o principal fator que mascara os relacionamentos abusivos é todo o sentimento envolvido. Por mais que aquela pessoa te faça sofrer, você continua gostando dela.

Não existe um diagnóstico para relacionamento abusivo. Porém, as principais características de um relacionamento abusivo ajudam a identificar. Para um relacionamento ser abusivo, ele não necessariamente precisa se encaixar em todos estes aspectos que listamos a seguir:

  • Jogos de controle;
  • Frieza emocional;
  • Possessividade e ciúmes;
  • Manipulação de sentimentos;
  • Consegue reverter a situação contra a pessoa;
  • Histórico do agressor já ter sofrido abusos (não necessariamente sexual);
  • Reações agressivas que assustam como quebrar objetos e agressão física;
  • Forçar o sexo;
  • Desrespeito com outras mulheres;

Como identificar um relacionamento abusivo

Dificilmente a pessoa perceberá que está em um relacionamento abusivo no começo da relação. Os sinais desse tipo de comportamento começam a se manifestar à medida em que o relacionamento se desenvolve. Se houve algum término e uma retomada da relação, as chances do relacionamento abusivo surgir são maiores, já que o abusador sabe que aquela pessoa gosta muito dele e está disposta a perdoar os erros.

Existem hábitos que são típicos de um relacionamento abusivo. Os mais conhecidos são:

  • Não existe mais privacidade entre o casal;
  • A pessoa tem acesso e gosta de controlar o celular e as redes sociais do parceiro;
  • A vítima faz coisas, sem vontade própria, impostas pelo outro;
  • Privar a parceira de encontrar os amigos;
  • Sexo forçado;
  • A pessoa é tratada como propriedade privada;
  • Quando ele faz uma coisa errada e consegue reverter a situação para que a vítima peça desculpas;
  • Logo após uma briga ele muda de comportamento muito rápido e diz o quanto ama a pessoa;
  • Faz promessas e as quebra;
  • É adepto de punições como privação de sexo, para de falar, faz chantagem emocional;
  • Faz a pessoa se sentir feia, burra - com a autoestima baixa;

Consequências de um relacionamento abusivo

Por mais difícil que seja aceitar, é importante identificar um relacionamento abusivo para que as consequências à vítima sejam as menos nocivas possíveis. Caso contrário, uma pessoa que sofre ou sofreu um relacionamento abusivo, além dos problemas de autoestima baixa, pode acabar em um quadro de ansiedade, depressão ou Síndrome do Pânico.

Uma vez identificada uma situação de relacionamento abusivo, a solução nunca é dizer à vítima que ela já deveria ter percebido isso antes, que todos sabiam, menos ela. É preciso dar todo o suporte a esse momento difícil e, dependendo da situação, um acompanhamento psicológico pode ser necessário.

Já a vítima pode ter dificuldade em aceitar a situação e romper esse relacionamento que, apesar de tóxico, é algo que ela já está habituada e tem sentimentos fortes pelo parceiro. O ideal é que a vítima procure pessoas próximas e de confiança que a ajudem a olhar a situação sob um ponto de vista racional e então criar forças para ter uma conversa com o parceiro.

O que é um relacionamento abusivo? - Consequências de um relacionamento abusivo

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é um relacionamento abusivo?, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Escrever comentário sobre O que é um relacionamento abusivo?

O que lhe pareceu o artigo?

O que é um relacionamento abusivo?
1 de 2
O que é um relacionamento abusivo?

Voltar ao topo da página