Partilhar

Como é feita a circuncisão masculina

Como é feita a circuncisão masculina
Imagem: samaritano.org.br

Sabe-se que nas culturas judaica e muçulmana é comum e ritualístico a remoção do prepúcio do pênis de recém-nascidos. Porém, você sabe como é feita a circuncisão masculina, quais seus benefícios e desvantagens para a saúde? O umComo.com.br vai dar alguns dados.

Também lhe pode interessar: Quais as vantagens da circuncisão

Como funciona a postectomia

Postectomia é o nome do procedimento cirúrgico popularmente chamado de circuncisão, normalmente feito em recém-nascidos judeus e muçulmanos do sexo masculino por motivos religiosos. Estima-se que, atualmente, a cada sete homens um seja circuncisado.

Dados do Ministério da Saúde apontam que cerca de 30% dos homens em todo o mundo são circuncidados, sendo que dessa porcentagem 68% são muçulmanos. Porém, crianças também têm passado pelo procedimento nos últimos anos sem motivação religiosa. A explicação está nos benefícios que o procedimento oferece. A circuncisão masculina é feita a partir da retirada do prepúcio – a pele que cobre o pênis. Essa camada é retrátil e recobre toda a glande – extremidade do pênis, chamada popularmente como cabeça.

A sua função é de proteger o órgão. Já a postectomia, considerada a cirurgia mais antiga do mundo, é feita com anestesia local em adultos. O procedimento é relativamente rápido e fácil, levando em média 30 minutos.

Logo após, o paciente pode voltar às suas atividades cotidianas, porém, recomendam-se o uso de anti-inflamatórios. Em meninos com menos de 10 anos, a anestesia é geral. A criança também deve permanecer por mais tempo no hospital para observação. Embora sejam raras, as possíveis complicações são hematomas e menos comuns ainda infecções. Quando a circuncisão é realizada em adultos podem ocorrer alterações da sensibilidade e dores, o que também é pouco comum.

Como é feita a circuncisão masculina - Como funciona a postectomia
Imagem: radarnetnoticias.com.br

Há benefícios na circuncisão masculina?

Historicamente, o procedimento cirúrgico é realizado por motivações religiosas, sendo que a explicação consiste, resumidamente, em “purificar a alma”, uma vez que a remoção do prepúcio aumenta a higiene masculina.

Segundo especialistas, a postectomia ajuda na redução dos casos de infecções urinárias, infecções do pênis, câncer peniano e do câncer do colo do útero nas parceiras, além de contágio de algumas doenças sexualmente transmissíveis. Porém, todos esses problemas e doenças podem ser evitados com cuidados higiênicos cotidianos e com as devidas proteções durante o ato sexual. Nesse sentido, especialistas afirmam que não existe motivo para a cirurgia, a não ser que o paciente tenha a chamada fimose.

O problema acontece quando o prepúcio cobre toda a glande, formando um anel fibroso em sua extremidade. Assim, não é possível a retração da pele que cobre o pênis e a glande não pode ser exposta. Sintomas da doença são inflamações crônicas (balanopostites), dor ao urinar e ao ter relações sexuais, inchaço e acúmulo de secreções. Além disso, especialistas acrescentam que, mesmo a existência de um prepúcio exuberante não é necessariamente um motivo para a circuncisão.

Ainda mais se forem crianças menores de 10 anos, a postectomia não é recomendada, sendo que o prepúcio tem um papel importante na proteção da glande contra traumatismos.

Também protege, inclusive, as crianças de infecções, principalmente quando são bebês e usam fraldas. Outra função do prepúcio são suas capacidades antimicrobianas, mas também tem um importante papel no prazer sexual, sendo considerado ponto erógeno masculino.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como é feita a circuncisão masculina, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Escrever comentário sobre Como é feita a circuncisão masculina

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Beroaldo A F FILHO
Boa noite gostaria de saber sobre o valor de uma cirurgia da fimose meu filho de 20 anos
Agradecido pela atenção
Waingro R Mello
Atualmente existem pomadas que fazem o mesmo efeito! Fui procurar um profissional para executar o procedimento e descobri que em plena cidade de São Paulo existe uma resistência dos médicos e falta de conhecimento enorme, pois alegam que eu estaria expondo meu filho achando que estaria livre de doenças sexualmente transmissíveis, quando na realidade um dos principais benefícios deste procedimento não é mais nem a questão religiosa e sim que já foi comprovado em países de primeiro mundo que elimina o maior problema do homem ao iniciar a vida sexual! A EJACULAÇÃO PRECOCE! e também os benéficos que foi exemplificado aqui. Sendo assim insisti até achar uma excelente pediatra na zona leste de SP, a consulta não é acessível a todos porém vale cada centavo, a pediatra prescreveu uma simples pomada encontrada no mercado por 90 reais e deve se usar até obter 100% do resultado. Meu filhão começou a usar com 1 ano e meio, e tem 4 meses que esta usando! e falta muito pouco para despregar o prepúcio, porém precisa de uma mãe com M maiúsculo pois todo dia após o banho é necessário a massagem com a pomada. Procure seu pediatra pois isso é possível sim se intervenção cirúrgica nos primeiros anos de vida. Só não sei até qual idade a pomada funciona! Procure seu médico.

Como é feita a circuncisão masculina
Imagem: samaritano.org.br
Imagem: radarnetnoticias.com.br
1 de 2
Como é feita a circuncisão masculina

Voltar ao topo da página