Partilhar

Como saber se estou viciado em masturbação

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como saber se estou viciado em masturbação

Os vícios são aqueles comportamentos ou hábitos que estabelecemos e que se convertem em dependência, interferindo de forma direta com a nossa vida e impedindo que consigamos viver de forma normal. E embora possa parecer estranho, para alguns masturbar-se é simplesmente viciante, não se trata apenas de desfrutar, mas torna-se num impulso difícil de controlar. Mas, isso quer dizer que é dependente de tudo o que gosta? Como saber se estou viciado em masturbação? Em umComo.com.br contamos-lhe mais sobre esta condição.

Também lhe pode interessar: Como saber se sou viciado em sexo
Passos a seguir:
1

Como em qualquer vício sexual, os dependentes da masturbação desfrutam do estímulo que se gera quando alcançam o clímax, portanto recorrem à prática constante uma e outra vez para satisfazer esta necessidade de prazer.

2

Como acontece com todos os vícios, os viciados na masturbação não podem controlar até ao ponto que a necessidade de o fazer constantemente interfere com a sua vida e com a sua rotina diária.

3

Como o estímulo é constante é possível chegar ao clímax de forma muito rápida, o que afeta as relações sexuais com o/a parceiro/a, pois não se pensa em dar prazer ao outro, mas sim em fazer o seu papel e satisfazer-se a si mesmo.

4

Para os viciados em masturbação, torna-se difícil passar um longo período de tempo sem auto-satisfação, este é um dos principais sinal de que talvez possa existir um problema.

5

Fisicamente poderá ocorrer lesões como irritações por fricção na área vaginal, inflamação, desconforto nas mãos ou nos pulsos, dor na próstata no caso dos homens e outro tipo de manifestações físicas derivadas deste comportamento compulsivo.

6

Não deve ter vergonha desta situação, é um comportamento de dependência que pode tornar-se difícil de controlar, mas como em todos os vícios o primeiro passo para resolvê-lo é admitir que tem um problema, deste modo começará a avançar.

7

Torna-se importante procurar ajuda de um especialista (sexólogo ou psicólogo) para iniciar o processo de recuperação, não sinta medo ou pena de expressar o seu problema, pois só assim poderá resolvê-lo.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se estou viciado em masturbação, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Conselhos
  • Se o ato de se masturbar não é apenas uma forma de obter prazer, mas influencia a sua vida completamente em certas atividades, então pode ter um problema de dependência.

Escrever comentário sobre Como saber se estou viciado em masturbação

O que lhe pareceu o artigo?
10 comentários
Rafael
Pessoas que sofrem com problemas de ansiedade ou insonia, tem de a recorrer a masturbação sem nem perceber que é esse o motivo, e não um vicio em si.
A sua avaliação:
may
Creio que não sou viciada em masturbaçao, mas ja cheguei a pensar que estava viciada (fiquei um longo período sem ter relações sexuais, e isso desencadeou um suposto "vicio" pelo ato), pq querendo ou não a masturbação é algo normal e satisfatório, e praticada de forma saudável pode até beneficiar a nossa saúde tanto emocional quanto física.
Creio que a maioria das pessoas viciadas, só são por fatores psicológicos, e alguns acham que são viciadas por recorrem a ela depois de um longo período de abstinência.
Guilherme
Olha eu me masturbo quase toda madrugada porem não deixo isso em 1° lugar eu nunca deixei isso atraphar minha vida e nunca me prejudicou fisicamente isso e considerado vicio ?
cnas
Como louvarei ministrando cura, libertação e restauração para a vida dos outros se minha própria vida espiritual está estrangulada?! Não quero estar trabalhando pro Céu e indo pro inferno!!! não quero me batizar com um vício... Como fazer a obra sendo escravo do pecado e com problema de saúde?! na hora que vem a vontade, ñ penso em mais nada...Deus não brinca de ser Deus e o Diabo não brinca de ser diabo, sei que Deus existe e que o mal é um fato...a vontade de que Deus me leve logo vem crescendo dia após dia, é muito triste saber disso dum jovem na flor da idade, porém não consigo esconder minha insatisfação para com a vida e é melhor que O SENHOR me leve logo pra junto dEle do que eu me afastar de Sua presença e sofrer eternamente, já que os pensamentos imundos parecem um "aplicativo rodando em segundo plano", por mais que eu os impeça, eles continuam lá e as sensações físicas meio que já fazem parte da minha fisiologia, dia e noite, constante e inconscientemente ele me ataca e eu venho lutando contra isso, me sinto à beira da insanidade mental... não entendo! parece que amo mais a masturbação e a pornografia do que a Deus! Meio que não faz sentido viver e não praticar isso, essa prática é minha única "alegria", ou faço isso ou vivo numa espécie de 'tédio angustiante', essas são as impressões que tenho. Uma vez, havia decidido que não ia mais tentar parar porque várias vezes tentei e não consegui, comecei a aceitar que era condenado a viver assim, mas pra Glória de Deus não 'joguei a toalha'. É difícil ver propósito na minha vida, não sei por que O SENHOR me criou, a alegria de viver é praticamente nula, às vezes me surpreendo ao perceber um fio de esperança no amanhã mesmo em meio a tantos pecados...se alguém me perguntar o que penso da vida, prefiro nem opinar para não blasfemar contra O SENHOR e, com isso, ganhar fama de ingrato e frustrado com a revelação de meus verdadeiros sentimentos. Ninguém sabe sobre isso, nem amigos, pais, irmãos, parentes, colegas, vizinhos,pastor, ovelhas, desconhecidos, conhecidos ou psicólogos (nunca freqüentei um), as pessoas não entenderiam, subestimariam esse meu defeito e ainda o jogariam no ventilador, e tenho certeza que ainda olhariam de rabo de olho pra mim com ar de reprovação, como se eu tivesse dado a maior mancada na vida ou vacilado "feio", virariam 'juízes da moral' e me julgariam!!! quem não conhece os seres humanos?! Só quem sabe disso é Deus, sofro em silêncio, faço o que posso e, mesmo assim, não sei mais o que fazer! A partir do momento que me proponho a ter uma vida santa, sei que é só uma questão de dias até a angústia atormentadora da sensação lasciva começar a me assaltar...poxa...olho pras pessoas na rua e vejo que elas têm uma vida sexual tão harmônica, uma libido tão natural...chego a me perguntar por que não sou como elas, por que não consigo viver em paz com minha libido em vez de viver em pé-de-guerra contra ela... minha vida é uma confusão tremenda em várias áreas! Sou visto como uma pessoa simpática, feliz e atenciosa, mas já estou de saco cheio de ter esse rótulo, pois na verdade sou hipócrita, sujo e escarnecedor, um porco ansiando por morar na lama! O SENHOR sabe o quanto luto pra me libertar disso, neste ano (2015) faz exatamente a metade da minha vida em que venho sendo chicoteado e oprimido emocionalmente por esse problema (nasci em 87 e comecei nessa sujeira em 2001). Li num site que QUEM ORA NÃO TEM HORA PRO INIMIGO e é isso que venho fazendo, tem adiantado, mas estou num processo muito lento de libertação... não sei p q sinto tanta inquietação, principalmente quando vem a vontade de me masturbar e não faço. .fico sem motivação alguma enquanto não o faço....parece que só vou ser feliz me masturbando e vendo pornografia...A sensação é que o desejo "atacará a qualquer momento" e eu não terei opção a não ser ceder a ele para não sentir angústia, e isso me causa um tormento terrível. Eu não quero fazer mais isso, pois sei que prejudica minha vida espiritua
mari
Oh meu irmão, não desista! Deus sabe do seu coração, da sua sinceridade em querer servi-lo. Se quiser conversar a respeito tá aí meu whatsaap. XXX-XXX-XXX6. Q Deus possa lhe ajudar a prosseguir! Fique na paz.
dayvid
estamos no mesmo barco meu irmao...assim como nos tem muitos,aquele q se humilha sera exaltado.
Edenir
Olha, meu amigo, te entendo perfeitamente. Tenho (tinha) esse vício de pornografia e masturbação a mais de 30 anos. Hoje tenho 43 anos e acabei de jogar fora um casamento de 7 anos. Uma coisa que pouco se comenta é que o viciado (admita, somos viciados) tem o cérebro afetado, ou seja, olhamos para as mulheres de maneira diferente, como que para catalogá--las e depois homenageá-las, mesmo inconscientemente. Foi o que causou minha separação. Brigávamos porque minha mulher insistia em dizer que eu olhava para outras mulheres, "de um jeito diferente" e eu na hora rebatia, com raiva, dizia que não. Na verdade eu olhava e não percebia. Eu sempre achava que esse meu vício nunca traria problemas externos, que só me afetaria. Mas não, na verdade a gente machuca quem mais nos ama, pois ficamos egoístas, queremos isolamento e não conseguimos deixar de olhar as mulheres. Eu só consegui melhorar quando pedi ajuda. Contei para minha ex-mulher ( por mensagem, não consegui falar pessoalmente) e para quatro amigos. Foi difícil sim, mas quanto mais eu me abria mais forte eu ficava. E pode acreditar, se forem seus amigos eles não irão debochar, pelo contrário, te apoiarão. Estou há 15 dias limpo, dizem que se chegar aos 21 dias é um grande passo. Tenho fé em Deus e confiança que superarei isso. Só me curando é que poderei ter um relacionamento decente com alguém. Foco e fé. É isso.
Lucio
Quero me libertar da masturbação!
Augusto
Nao aguento ficar todo o dia sem mastrubar sera que é um vicio?
alex
chegar estressado do trabalho e c masturbar para dar uma relaxada pode ser conciderado vicio
ANA PAULA
EU VEJO O MEU MARIDO SE MASTURBANDO TODOS OS DIAS SERÁ QUE E VICIO OU ELE NÃO ME DESEJA MAIS?
menina esperta
hmmm. bom... na minha opinião isso é vício mas... na hora em que voce o ver se masturbando vá lá e dê uma boa trepada cm ele, peça ele para ti chupar até voce nao aguentar mais. beijos queridaaa =*
Simone
O excesso de ma turbação e consumo de pornografia está tornando os homens cada vez mais egoístas. Não sentem mais prazer nem dão mais prazer as suas parceiras. Chega um dia que a mulher resolve encontrar outro homem, pois ninguém merece homens que só querem transar com mulheres virtuais.
Usuário anônimo
Não há soluções.
kurumim
Eu acho que a masturbação em EXCESSO pode sim prejudicar o emocional/psicológico do indivíduo uma vez que ele pode ficar condicionado ao sexo solo e consequentemente terá dificuldades em fazer sexo real, pois as duas modalidades são muito diferentes "fantasia x real". Mas tudo vai depender do contexto psicológico do indivíduo. E como já foi dito, qualquer coisa em excesso faz mal, então concluo que: Quando torna-se uma compulsão, a masturbação pode ser muito prejudicial. Para quem não é viciado deixo um link de um ótimo site adulto:

Como saber se estou viciado em masturbação
Como saber se estou viciado em masturbação

Voltar ao topo da página