Partilhar

Posso pegar HPV pelo beijo?

Por Sara Viega. Atualizado: 18 setembro 2018
Posso pegar HPV pelo beijo?

Uma das doenças sexualmente transmissíveis mais comuns é o vírus do papiloma humano ou HPV. Existem mais de 100 tipos deste vírus e, embora a maioria seja inofensiva, também existem alguns tipos muito agressivos que podem aumentar consideravelmente o risco de desenvolver câncer do colo do útero, vagina e ânus no caso das mulheres e câncer de ânus e pênis no caso dos homens.

Uma das dúvidas mais comuns está relacionada com o contágio do vírus. Se você está perguntando "posso pegar HPV pelo beijo?", o umCOMO oferece a resposta para que você não tenha mais dúvidas.

Também lhe pode interessar: Posso ter relação com HPV? Resposta aqui!

Tipos de contágio de HPV

O vírus do papiloma humano pode ser transmitido por três vias principais:

  • Penetração vaginal: a troca de fluidos durante o sexo, assim como o contato entre as mucosas, pode ser uma via para contrair o vírus quando um dos parceiros já está infetado.
  • Sexo oral: o contato entre a boca de uma pessoa saudável com os genitais de uma pessoa com HPV pode provocar a transmissão do vírus.
  • Sexo anal: o contato entre os fluidos do casal, assim como a ocorrência de micro fissuras ou feridas na zona anal podem levar ao contágio do HPV.

Os três tipos de transmissão do HPV estão relacionados com encontros sexuais sem proteção ou com proteção mal usada, daí a importância do uso correto do preservativo para evitar o contágio da doença.

Posso pegar HPV pelo beijo? - Tipos de contágio de HPV

Os beijos e o HPV

O contágio do HPV por um beijo é muito pouco provável, uma vez que o vírus não se transmite através da saliva, exceto em casos muito excepcionais. Um estudo divulgado em 2014 pela Universidade Johns Hopkins nos Estados Unidos confirmou que o risco de contrair a doença através da saliva é de apenas 1.2% em casais com uma pessoa que sofre dessa doença, o que significa que o contágio do HPV pelo beijo é quase improvável.

O estudo foi baseado em casais em que um dos membros sofria de algum tipo de câncer oral ou de garganta provocado por HPV, querendo saber se poderiam contagiar os seus parceiros através da saliva. Embora 50% dos parceiros tivesse o vírus presente na sua saliva, só 1.2% dos parceiros saudáveis o contraíram, uma porcentagem muito semelhante ao 1,3% de risco no resto da população com a mesma idade, o que sugere uma prevalência quase nula da doença.

Em conclusão, o risco de contágio de HPV por um beijo é quase inexistente.

Sintomas de HPV

A maioria das pessoas com o vírus do papiloma humano não apresentam sintomas, pelo que não sabem que sofrem da doença durante muitos anos. O vírus pode até desaparecer passado alguns anos sem a pessoa sequer saber que o teve. Contudo, em outros casos, o vírus continua ativo até se manifestar através de verrugas ou lesões genitais ou através de dores durante a relação sexual.

Como o HPV não pode ser diagnosticado quando não apresenta lesões visíveis, o único jeito de prevenir o seu avanço passa por um controlo ginecológico anual. Nessa consulta, o ginecologista pode determinar determinadas anormalidades que podem estar associadas ao vírus e, assim, aplicar as medidas correspondentes para evitar o avanço da doença. No caso dos homens, só é possível diagnosticar a presença da doença quando já existem verrugas genitais.

Leitura complementar: Como se pega HPV na boca

Como prevenir o HPV

Embora exista pouca probabilidade de pegar HPV pelo beijo, é necessário ter em conta os métodos que evitam que você contraia a doença por outras vias, evitando as práticas sexuais de risco e assumindo a responsabilidade que implica ter uma vida sexual ativa.

O jeito mais eficaz de prevenir o HPV e qualquer outra doença sexualmente transmissível é usando o preservativo. Contudo, a sua utilização pode não estar reservada apenas para o momento da penetração, uma vez que o vírus se pega por contato. Por esse motivo, durante as brincadeiras que antecedem o coito, existe risco de infeção. Além disso, é importante lembrar que o seu uso apenas reduz o risco de contágio, não eliminando ele por completo.

Para o sexo oral, recomendamos o uso de barreiras de látex de uso bucal que permitem o contato boca-genital sem qualquer risco.

Também existem algumas vacinas para prevenir o HPV que podem ser usadas por mulheres e homens saudáveis. Embora existam várias marcas comerciais, em geral são três doses que devem ser aplicadas em um período de seis meses entre os 9 e os 26 anos de idade e que previnem contra um dos tipos mais comuns do vírus. Contudo, por ser uma vacina preventiva, não oferece proteção a quem já tem ou já teve a doença.

Saiba mais sobre esta matéria, conferindo o artigo: Como prevenir o Vírus do Papiloma Humano HPV.

Posso pegar HPV pelo beijo? - Como prevenir o HPV

Se pretende ler mais artigos parecidos a Posso pegar HPV pelo beijo?, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Escrever comentário sobre Posso pegar HPV pelo beijo?

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Angela Moreira
me ajudou muito obrigada

Posso pegar HPV pelo beijo?
1 de 3
Posso pegar HPV pelo beijo?

Voltar ao topo da página