Partilhar

Porque não me apetece ter sexo com o meu parceiro

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Porque não me apetece ter sexo com o meu parceiro
Imagem: 7laki.net

Os níveis de desejo sexual vão mudando à medida que a relação avança. No início é difícil parar o entusiasmo de paixão, mas com o passar do tempo a frequência dos encontros normaliza, e em alguns casos tornam-se mais espaçados. São muitas as pessoas que admitem que lhes apetece mais o sexo que os seus parceiros, no entanto o outro lado da moeda também existe, aquele em que se sente que o desejo diminuiu significativamente. Se esse é o seu caso, em umComo.com.br explicamos-lhe as possíveis causas porque não lhe apetece ter sexo com o seu parceiro.

Problemas na relação

Os conflitos na relação são uma das principais causas porque a frequência sexual diminui e a muitas pessoas não lhes apetece ter sexo com o seu parceiro.

Quando a relação não vai bem, existe falta de comunicação e as discussões estão na ordem do dia, o aspeto sexual é o primeiro que se vê prejudicado, pois embora se trate de um ato físico, a componente da união e estabilidade na relação deve estar presente para muitas pessoas no momento de desfrutar de encontros frequentes.

Se estão enfrentando uma crise de casal ou não se sente satisfeito(a) com o ponto em que se encontra a relação, é muito provável que não deseje ter sexo com ele/ela. Neste caso recomenda-se o diálogo para solucionar os conflitos, e em caos em que existam problemas a enfrentar, é importante recorrer a uma terapia de casal com a finalidade de melhorar a união.

Rotina sexual

A monotonia no sexo é outro dos responsáveis que pode afetar o nosso desejo sexual. Muitos casais que recorrem à terapia admitem que os encontros sempre iguais os levaram a diminuir ao mínimo o seu apetite sexual, se já sabemos detalhadamente o que vai acontecer, como nos podemos sentir excitados?

Não devemos esquecer que o cérebro tem um papel importante no processo de excitação, por isso devemos apelar à novidade, experimentar novas posições sexuais, incorporar os brinquedos eróticos, fazer sexo em lugares diferentes, satisfazer fantasias sexuais, e abrir-se a novas experiências com a finalidade de fazer com que a relação do casal melhore ao nível íntimo. Não tenha medo de falar com o seu parceiro sobre este tema, pois assim como você se sente aborrecida(o), é provável que a outra pessoa sinta o mesmo.

Factores hormonales

Tanto em homens como em mulheres, o desejo sexual é regulado pelos níveis hormonais. Os baixos níveis de testosterona no caso dos homens, e as alterações nos níveis de estrogênio no caso das mulheres, que se apresentam normalmente durante a gravidez, a amamentação, a menopausa ou sob certas circunstâncias, podem afetar de forma significativa a líbido.

O consumo de certos tipos de medicação, o excesso de ingestão de álcool ou drogas também afetam o desejo sexua, fazendo com que não nos apeteça fazer sexo com o(a) nosso(a) parceiro(a). Recomenda-se sempre ler os efeitos secundários dos medicamentos, além disso se esta ausência de vontade ocorre de forma repentina é muito recomendável recorrer a um médico para uma revisão completa.

Algumas recomendações

Para voltar a sentir desejo e restabelecer a frequência sexual, é oportuno tomar em conta algumas recomendações:

  • A forma como se relaciona com o seu parceiro(a) no dia a dia reflete-se na cama, por isso trabalhe a comunicação, o respeito e a cumplicidade e verá como a frequência e o desejo melhoram.
  • Não tenha medo de experimentar e provar novas coisas, fale com o seu parceiro(a) e disponha-se a uma mudança. É bom relembrar que na variedade está o gosto, e que a novidade nos mantém curiosos, ativos e com desejo de experimentar mais.
  • Aumente a proximidade física: os beijos, abraços e carícias são afrodisíacos esquecidos que podem fazer a temperatura sexual aumentar.
  • Leve os encontros com calma e dedique tem ao sexo. Não valem os encontros à pressa, devemos desfrutar do momento, brincar com o corpo do nosso(a) parceiro(a), convidar a brincar com o nosso e desfrutar ao máximo a experiência.
  • Se está cansado(a) não diga que não logo de seguida, dê uma oportunidade ao sexo e a todos os seus benefícios. Verá como depois de um encontro prazeroso se sente mais relaxado(a) e com melhor humor.
  • Anime-se sempre com a mudança e por trabalhar para recuperar essa atividade sexual que tiveram no passado, isto beneficiará significativamente a relação.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Porque não me apetece ter sexo com o meu parceiro, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Escrever comentário sobre Porque não me apetece ter sexo com o meu parceiro

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
PATRICIA
BEM NO MEU CASO ABUSAMOS DE MAIS NO COMEÇO DA RELAÇÃO TODO DIA E TODA HORA MAS COM O TEMPO ISSO FOI PASSANDO ESTAMOS JUNTOS A 7 ANOS E SINCERAMENTE NÃO SINTO VONTADE NENHUMA! ELE TA SEMPRE A1000 DIZ QUE TEM MUITO TESÃO :( E NÃO ME DEIXA EM PAZ TENHO QUASE CERTEZA QUE MINHA FALTA DE MOTIVAÇÃO É PORQUE ELE NÃO ME DEIXA SENTIR VONTADE EU PROCURAR ELE ,CLARO QUE ISSO DEMORARIA ALGUMAS SEMANAS MAS SEI LA NÃO SEI OQ FAZER.............
July
Amiga estou assim também... Isso fica meio estressante pois no início era muito bom, mas agora esta ficando um sexo morto, sendo que por ele seria a qualquer hora do dia se possível

Porque não me apetece ter sexo com o meu parceiro
Imagem: 7laki.net
Porque não me apetece ter sexo com o meu parceiro

Voltar ao topo da página