Partilhar

Como combater a perda do desejo sexual

Por Sara Viega. Atualizado: 20 janeiro 2017
Como combater a perda do desejo sexual
Imagem: examiner.com

A perda do desejo sexual pode ser devida a muitas razões, desde mudanças hormonais como as que ocorrem durante a gravidez ou a menopausa, passando por diversas condições, apatia, problemas na relação, tensões acumuladas, etc. Quando levamos tempo em uma relação, o desejo pode flutuar e chegar às vezes a níveis muito baixos, o que causa tensão e problemas no casal. Por isso em umComo.com.br damos-lhe algumas recomendações para que você descubra como combater a perda do desejo sexual e recuperar sua vontade.

Passos a seguir:
1

Um dos passos que devem ser dados quando detectamos que nosso desejo sexual diminuiu é tentar identificar a causa: se se trata de um efeito secundário de alguma medicação, de uma mudança hormonal, se é o resultado de tensões, da rotina sexual e da monotonia, se é porque não nos sentimos à vontade com nosso parceiro, porque não nos excita, porque não encontramos prazer no sexo, se sofremos de algum tipo de disfunção sexual como a erétil, a anorgasmia, o vaginismo etc. Dependendo da razão o modo de encarar a situação pode variar, de qualquer modo o trabalho do casal é sempre necessário para combater a perda do desejo sexual.

2

Se se trata de uma perda de desejo sexual provocada pela rotina, pelas tensões no casal, pelo estresse gerado por causas externas como problemas econômicos, pela monotonia ou pelo tédio sexual, há algumas medidas que podemos tomar para reacender a chama e voltar a ter encontros plenos e satisfatórios com a frequência desejada.

3

O primeiro passo necessário é sair completamente da rotina sexual e atrever-se a experimentar coisas novas na cama. A repetição de atos uma e outra vez acaba cansando, por isso não se trata apenas de experimentar com posições sexuais diferentes, mas de, por exemplo, planejar um encontro sexual especial, experimentar novos lugares na casa e fora dela para fazer sexo, atrever-se a dar uma virada no sexo para que seja uma experiência que os estimule a ir além e experimentar, a recuperar o desejo e a vontade de estar juntos.

4

A imaginação é parte ativa e fundamental do sexo, por isso torna-se importante usá-la para dar mais prazer em cada encontro. Brincar de satisfazer fantasias sexuais é sempre uma ideia genial desde que ambos se sintam à vontade com a ideia. Há brincadeiras muito simples e estimulantes, como o jogo de troca de papéis, que podem reacender a paixão e espantar a perda do desejo sexual.

5

É importantíssimo não ter medo de inovar e mudar e experimentar juntos tudo aquilo que excite e estimule ambos. Uma das causas da perda do desejo sexual deve-se aos tabus e às restrições sexuais pessoais, por isso é necessário libertar nossa mente e prepará-la para o prazer. Se ambos desejarem atrevam-se a experimentar outras formas de paixão como o sexo anal, o BDSM, a dominação. Não fechem a porta para uma ideia sem antes saber o que há por trás dela, pois descobrir as possibilidades da intimidade no casal é também uma experiência de crescimento que fará com que se sintam muito mais unidos.

6

Não hesitem em usar todas aquelas ferramentas que estimulam a excitação, por exemplo um jantar romântico, uma massagem sensual, lingerie erótica, etc. É importante lembrar que tudo entra pelos olhos e passa através das sensações, um clima romântico, quente, sensual fará com que nossas vontades aflorem. Todos nós gostamos de nos sentir estimulados e encorajados, gostamos de provocação, por isso trabalhem para conseguir provocar-se como casal e verão uma grande mudança em seu comportamento sexual.

7

Divirtam-se usando brinquedos sexuais juntos, uma boa forma de realizar também algumas fantasias sexuais e de explorar o corpo do outro. É essencial quebrar os tabus sexuais para conseguir desfrutar muito mais do sexo a dois e deixar bem longe a perda de desejo e a monotonia.

8

Conversem, conversem, CONVERSEM! O sexo é uma forma física de comunicação, mas muitas vezes precisa-se de palavras para que o outro saiba do que gostamos. Se a perda do desejo sexual deve-se à monotonia, à rotina, ao tédio, à falta de emoção, é importante falar sobre isso e experimentar coisas novas para manter afastado esse sentimento de tédio. Nem sempre seu parceiro pode adivinhar o que você gosta, por isso é importante usar palavras para expressá-lo.

9

Manter uma vida saudável é também necessário para que nosso desejo sexual esteja no ponto exato. Não se trata apenas de nos alimentarmos bem, mas de praticar atividade física, especialmente cardiovascular como a natação, correr, andar de bicicleta, etc., pois isto melhora a circulação sanguínea o que favorece a excitação, especialmente no caso dos homens, melhorando a duração e a qualidade das ereções. Além disso, faz com que nos sintamos bem, seguros de nós mesmos e à vontade com nosso corpo, o que sem dúvida beneficiará o aspecto íntimo.

10

Sair da rotina sexual e recuperar o desejo é possível se ambos estiverem dispostos a trabalhar para isso, a quebrar a monotonia, experimentar coisas novas, falar, atrever-se a desfrutar e a dar lugar ao prazer. Se a perda da libido se dever a mudanças hormonais, disfunção, abuso de drogas ou álcool ou problemas mais profundos na relação, o melhor é procurar um especialista que os oriente e ajude a superar a perda do desejo sexual.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como combater a perda do desejo sexual, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Escrever comentário sobre Como combater a perda do desejo sexual

O que lhe pareceu o artigo?

Como combater a perda do desejo sexual
Imagem: examiner.com
Como combater a perda do desejo sexual

Voltar ao topo da página