Partilhar

Como a obesidade afeta a vida sexual

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como a obesidade afeta a vida sexual
Imagem: www.nicboo.com

Não é segredo para ninguém que o excesso de peso é um dos principais responsáveis por diversas e importantes condições, como problemas respiratórios, cardíacos, de diabetes, entre outros. Mas o que pouco se fala é do efeito dos quilos a mais em nossa vida íntima, por isso em umComo.com.br queremos abordar este tema delicado. Neste artigo explicamos como a obesidade afeta a vida sexual.

Também lhe pode interessar: Como a primavera afeta o desejo sexual
Passos a seguir:
1

O excesso de peso afeta a nossa vida de maneira significativa, com várias consequências para a nossa saúde como o aumento nos níveis de açúcar e colesterol, as dificuldades para respirar e a apneia do sono, os problemas arteriais devido ao acúmulo de gordura na zona, entre outras condições. E no âmbito sexual também tem seus efeitos.

2

Tanto em mulheres como em homens, a obesidade produz a diminuição dos níveis de testosterona, um hormônio encarregado, entre outras coisas, de regular o apetite sexual, pelo qual se costuma apresentar uma libido baixa e falta de desejo sexual, algo que afeta de forma determinante a vida íntima dos casais.

3

Nos homens, o excesso de peso e o sedentarismo levam a médio e longo prazo a problemas de circulação e condições cardíacas que afetam o correto fluxo sanguíneo, o que se traduz em problemas para ter e manter as ereções. Muitos homens obesos sofrem de disfunção erétil.

4

Os problemas de circulação sanguínea afetam também às mulheres, pois o fluxo de sangue não chega de forma adequada ao clitóris no momento do ato sexual, diminuindo o prazer e gozo durante os encontros.

5

A obesidade faz com que realizar atividades físicas muitas vezes seja extenuante, e não se deve esquecer que o sexo é um exercício cardiovascular importante. Por isso, diante da impossibilidade de variar as posições sexuais durante os encontros, é normal que quem tem sobrepeso tenha também uma vida sexual rotineira onde os encontros, além de não serem frequentes, são pouco satisfatórios.

Esta situação gera uma grande frustração que pode afetar de forma significativa a relação do casal.

6

Além destas condições, no âmbito reprodutivo a obesidade tem sido relacionada ao aumento da possibilidade de sofrer de ovários policísticos, que dificultam a gravidez. No caso dos homens, os espermatozoides são bem mais lentos, outra condição que também afeta a possibilidade de gravidez.

7

Ter uma alimentação equilibrada, realizar exercícios físicos e manter uma vida saudável é importante para ter também encontros sexuais plenos e satisfatórios.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como a obesidade afeta a vida sexual, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Escrever comentário sobre Como a obesidade afeta a vida sexual

O que lhe pareceu o artigo?

Como a obesidade afeta a vida sexual
Imagem: www.nicboo.com
Como a obesidade afeta a vida sexual

Voltar ao topo da página