Partilhar

8 mitos sobre o sexo

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
8 mitos sobre o sexo

Se há um tema cheio de tabus, polêmica, confusões e mitos este é, sem dúvida, o sexo. E, apesar de estarmos em pleno século XXI para algumas pessoas ainda se torna incômodo falar de certas coisas, mas isso não quer dizer que as dúvidas e perguntas não estejam na ordem do dia, por isso em umComo.com.br revelamos-lhe os 8 mitos sobre o sexo, e apostamos que de certeza já pensou muitas vezes em alguns deles.

Também lhe pode interessar: 7 mitos surpreendentes sobre sexo

O tamanho importa

Este mito ganhou forma ao longo do tempo e são poucos os que se atrevem a desmenti-lo. A vagina é sensível nos cincos primeiros centímetros de profundidade, por isso mais do que a importância do tamanho, a estimulação e o uso que dão ao pênis também importa. O tema da medida é coisa apenas de competição masculina.

O tamanho e as proporções do corpo

Dizem que o tamanho do ou do nariz poderá indicar se o homem está ou não bem dotado: é falso. Não há nenhum tipo de evidência que prove esta teoria, por isso esqueça-a.

Não consigo uma ereção, sou impotente

Outro grande medo sexual masculino. Diferentes fatores influenciam para que não consiga obter uma boa ereção durante o sexo, desde beber demasiado, consumir certas drogas, estar demasiado nervoso, tenso ou preocupado, estar deprimido, etc. Se apenas lhe aconteceu uma vez ou lhe acontece uma vez por ano, tenha calma que tudo está bem!

Com a camisinha não sinto nada

Este mito talvez fosse algo mais certo há uns 20 anos, mas agora é uma grande mentira. A verdade é que cada vez são mais as camisinhas que oferecem maior sensibilidade e inclusive mais prazer às mulheres, por isso proteja-se e use a camisinha.

O sexo anal é apenas para homossexuais

Falso, muito falso. A realidade é que são muitos os homens que desfrutam junto às suas mulheres do sexo anal pois se se praticar corretamente oferece a ambos grande prazer, por isso deixe os tabus de lado e atreva-se a viver esta experiência.

Elas obtêm o orgasmo quando as penetram

Não, falso. Apenas uns cerca de 30% das mulheres conseguem chegar ao clímax através da penetração, o resto precisa de uma combinação de estímulos para o conseguir, desde preliminares até delicados movimentos, por isso se a quer fazer feliz esforce-se para o conseguir.

Se o sexo não dura muito não é um bom amante

Novamente Falso. O Journal of Sexual Medicine informa que a média no ato sexual deve durar entre 7 e 13 minutos, este tempo pode variar dependendo de quantos minutos dediquem aos preliminares, de quantas posições experimentem, etc. A verdade é que convém esquecer os filmes pornográficos, porque eles estão longe da realidade, o sexo não deve durar 1 hora para ser ótimo.

A SIDA é uma doença apenas de homossexuais

Isto é uma grande mentira, que se converteu em algo muito lamentável para a sociedade. A SIDA é uma doença que toca a qualquer um que decida ter sexo sem proteção, e enquanto ela estiver associada à promiscuidade, a realidade é que ninguém está livre de a ter, por isso proteja-se, use camisinha, cuide de si e dos outros.

Se pretende ler mais artigos parecidos a 8 mitos sobre o sexo, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Sentimentais.

Escrever comentário sobre 8 mitos sobre o sexo

O que lhe pareceu o artigo?

8 mitos sobre o sexo
8 mitos sobre o sexo

Voltar ao topo da página